DE SEP EM CEP O CEPE VIRA SEPE  

Uma homenagem do Sinpro Macaé e Região aos 43 anos do SEPE

Uma homenagem do Sinpro Macaé e Região aos 43 anos do SEPE

O Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação é dono de uma das mais belas páginas da história do sindicalismo recente no Brasil. Ele é diferente porque sua essência – me perdoem os homens – é feminina. É um sindicato de mulher e tenho certeza que os homens que  sempre marcharam lado a lado com elas se orgulham disso.

O SEP nasceu nos anos de chumbo, em plena ditadura militar, quando ouvíamos Chico cantar que esta terra ainda iria seguir seu ideal, com avencas nas janela e alecrim nos canaviais. Neste tempo de tantos medos, nasceu em 1977 a Sociedade Estadual dos Professores. Em 1979 se fundiu à União dos Professores do Rio de Janeiro – Uperj e com a Associação dos Professores do Estado do Rio de Janeiro – Aperj, fazendo surgir o CEP – Centro de Professores do Rio de Janeiro

Neste momento, já havia angariado respeito e era visto como a entidade da luta e referência para os profissionais de educação no Estado do Rio de Janeiro. Tanto que o ano de 1979 foi consagrado como um marco na História do Sindicato. Naquele momento, o CEP faria uma greve histórica e alcançaria uma conquista espetacular, em meio aos coturnos que ainda dominavam o país. Elas e eles nas ruas para conquistar o piso salarial da categoria, de cinco salários mínimos.

É fácil entender a história, porque elas estão em todos lugares. São mulheres comuns, com suas casas, companheiros e filhos. O que as une? A vontade de reescrever a história deste país e de seu povo. Sempre juntas em lutas que mudaram a vida de centenas de profissionais, como em 1986 numa greve que sacudiu o Rio para conquistar o plano de carreira e, no ano seguinte, a Paridade. O CEPE já havia incorporado os aposentados.

Em 1987, no seu terceiro congresso passa a incluir os demais profissionais de educação, que não  eram professores. ELES TAMBÉM EDUCAM! O CEP então vira CEPE– Centro Estadual dos Profissionais de Educação. Mas só em dezembro de 1988, o CEPE realiza sua primeira Conferência de Educação, e ali refaz sua certidão para se chamar SEPE–  Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação. A Constituição Cidadã havia garantido o direito dos servidores se associarem ao sindicato. 

Nós do Sinpro Macaé e Região acreditamos que todas organizações sindicais do campo da educação são em parte CEP, SEP, CEPE e SEPE. Somos todas nós.

São 43 anos de orgulho e lutas, através de nossa força e de nossa voz.

Nós e todos os companheiros que de uma maneira ou outra trazemos na pela esta marca e partilhamos jornadas inesquecíveis.

Aos que ainda estão por aqui e aos que já se foram.

 


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sinpromacaecom/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sinpromacaecom/public_html/wp-includes/functions.php on line 4757