cheap mlb jerseyscheap jerseyscheap nfl jerseyscheap jerseys
Sinpro Macaé https://www.sinpromacae.com.br Fri, 05 Mar 2021 14:32:49 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.6.2 PROFESSORES E PROFESSORAS DA REDE PRIVADA DE ENSINO DE MACAÉ E REGIÃO – ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA UNIFICADA VIRTUAL. https://www.sinpromacae.com.br/professores-e-professoras-da-rede-privada-de-ensino-de-macae-e-regiao-assembleia-extraordinaria-unificada-virtual/ https://www.sinpromacae.com.br/professores-e-professoras-da-rede-privada-de-ensino-de-macae-e-regiao-assembleia-extraordinaria-unificada-virtual/#respond Fri, 05 Mar 2021 14:30:06 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204180 PAUTA:

• Debater sobre as condições de trabalho e saúde necessárias para o restabelecimento das atividades.
• Campanha de Mobilização da Vacinação para toda população ( imunização para os profissionais da educação).
• Debater e deliberar sobre a conveniência de paralisação das atividades em defesa da saúde dos trabalhadores (as) da vida e do emprego.
• Assuntos gerais.

O SINPRO MACAÉ E REGIÃO convida PROFESSORES E PROFESSORAS DA REDE PRIVADA DE ENSINO DE MACAÉ para uma assembleia virtual no próximo SEXTA, dia 05/03/21, às 15 horas. Em respeito ao necessário isolamento social recomendado pelas autoridades médicas, o sindicato promoverá esse encontro na PLATAFORMA “Meet” , o que demandará inclusive um cadastro anterior, através da inscrição pelo email: assembleia.sinpromacae@gmail.com, de maneira que se possa resguardar a exclusividade do ambiente e a segurança dos trabalhadores e trabalhadoras presentes.

O cadastro deve ser preenchido e enviado ATÉ 05/03/21, Sexta-feira , às 15h, informando : nome completo, instituição, identidade, CPF, segmento que trabalha, função.
REDE PRIVADA ENSINO DE MACAÉ E REGIÃO – ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA UNIFICADA VIRTUAL

– DATA: 05/03/2021
– HORÁRIO: 18h
– PLATAFORMA: MEET
– CADASTRO PRÉVIO, ATÉ ÀS 15 HORAS DE, SEXTA, DIA 05.03.2021.

#Vacinaparatodosja
#dignidadeparaquemensina

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/professores-e-professoras-da-rede-privada-de-ensino-de-macae-e-regiao-assembleia-extraordinaria-unificada-virtual/feed/ 0
COMUNICADO https://www.sinpromacae.com.br/comunicado/ https://www.sinpromacae.com.br/comunicado/#respond Fri, 05 Mar 2021 14:28:35 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204179 O Sindicato dos Professores de Macaé e Região – SINPRO – denuncia às autoridades responsáveis o caso do funcionário, que faleceu, e de outros casos de contaminação pelo COVID-19, em Rio das Ostras.
Após receber diversas denúncias de escolas que têm descumprido as normas de segurança e protocolos sanitários para proteção contra o coronavírus, o Sinpro Macaé e Região encaminhou ofícios para a Secretaria de Educação (CME) e a Secretaria de Saúde ( Vigilância Sanitária), solicitando que os órgãos responsáveis apresentem quais medidas foram tomadas em decorrência do descumprimento do DECRETO MUNICIPAL nº 2785/2021 e do protocolo de biossegurança. Pedimos também que nos fosse informado se todos os profissionais, quando foram convocados para o trabalho presencial, se foram testados para o COVID-19, como determinam a Lei Estadual 8997/2020 e a decisão proferida pelo TRT no Mandado de Segurança da ação de suspensão das aulas no Estado do Rio de Janeiro.
Informamos que o SINPRO está notificando a instituição de ensino privada de Rio das Ostras junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT). Medidas futuras poderão ser tomadas caso a Prefeitura Municipal de Rio das Ostras não tome medidas sobre o descumprimento, e solicitaremos que o governo do Estado tome providências para garantir a segurança da comunidade escolar do município.
SINDICATO DOS PROFESSORES DE MACAÉ E REGIÃO

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/comunicado/feed/ 0
Escolas fechadas em Macaé. https://www.sinpromacae.com.br/escolas-fechadas-em-macae/ https://www.sinpromacae.com.br/escolas-fechadas-em-macae/#respond Tue, 02 Mar 2021 16:55:10 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204171 O Sindicato avisou.
A nós nos parece que o bom-senso não tem prevalecido nas decisões que dizem respeito à pandemia no país, no estado e no munícipio.

Outras forças e interesses se sobrepõem ao Direito Essencial da Vida.
E ela se torna negociável, com a defesa da economia, do desenvolvimento, da retomada das coisas como se não estivéssemos em plena segunda onda da Covid, com mais de mil mortes diárias há um mês.

Nosso cotidiano não vai voltar ao normal agora e, talvez, nunca mais.
O importante agora é fazer o que precisa ser feito para preservar vidas.

Respeitar todas as normas do protocolo sanitário.
Evitar aglomerações
Sair somente quando absolutamente necessário

 

 

São 47 escolas privadas
Alunos nessas creches 1293
Alunos nessas pre escolas 1365
Alunos nos anos iniciais 3676
Alunos nos finais 2413
Especiais 174

São quase nove mil crianças
São cerca de mil professores

Vamos ouvir o bom senso enquanto pudermos usar os ouvidos.
Porque depois, é só o silêncio dos cemitérios.

Dignidade para quem ensina!

Vidas preservadas, escolas fechadas!

#Aulaspresenciaissocomavacina

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/escolas-fechadas-em-macae/feed/ 0
PROFESSORES E PROFESSORAS DA REDE PRIVADA DE ENSINO DE MACAÉ – ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA UNIFICADA VIRTUAL. https://www.sinpromacae.com.br/professores-e-professoras-da-rede-privada-de-ensino-de-macae-assembleia-extraordinaria-unificada-virtual/ https://www.sinpromacae.com.br/professores-e-professoras-da-rede-privada-de-ensino-de-macae-assembleia-extraordinaria-unificada-virtual/#respond Wed, 24 Feb 2021 15:58:06 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204164

PAUTA:

• Discussão e Deliberação sobre o plano (calendário ) da retomada das aulas em Macaé.

• Campanha de mobilização pela vacinação ( imunização dos professores)

Com a publicação do protocolo de retomada das aulas presenciais durante a pandemia e à ausência de uma campanha de vacinação, o SINPRO MACAÉ E REGIÃO convida PROFESSORES E PROFESSORAS DA REDE PRIVADA DE ENSINO DE MACAÉ para uma assembleia virtual no próximo SÁBADO, dia 27/02, às 14 horas. Em respeito ao necessário isolamento social recomendado pelas autoridades médicas, o sindicato promoverá esse encontro na PLATAFORMA “Meet” , o que demandará inclusive um cadastro anterior, através da inscrição pelo email: assembleia.sinpromacae@gmail.com, de maneira que se possa resguardar a exclusividade do ambiente e a segurança dos trabalhadores e trabalhadoras presentes.
O cadastro deve ser preenchido e enviado ATÉ 27/02, Sábado , às 10h, informando : nome completo, instituição, identidade, cpf, segmento que trabalha, função.

REDE PRIVADA ENSINO DE MACAÉ – ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA UNIFICADA VIRTUAL
– DATA: 27/02/2021
– HORÁRIO: 14h

– PLATAFORMA: MEET
– CADASTRO PRÉVIO, ATÉ ÀS 10 HORAS DE, SÁBADO, DIA 27.02.2021.
*
#Vacinaparatodosja
#dignidadeparaquemensina*

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/professores-e-professoras-da-rede-privada-de-ensino-de-macae-assembleia-extraordinaria-unificada-virtual/feed/ 0
QUEM VAI SE RESPONSABILIZAR ? https://www.sinpromacae.com.br/quem-vai-se-responsabilizar/ https://www.sinpromacae.com.br/quem-vai-se-responsabilizar/#respond Mon, 22 Feb 2021 21:50:17 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204160 “É um dilema ético. Tem a ver com classe, com vidas que valem mais e valem menos. E isso é inadmissível. Quem vai se responsabilizar quando morrer o primeiro estudante e o primeiro professor? Quem vai se responsabilizar quando for detectado que existe causalidade positiva entre mortes, adoecimentos e aberturas de escolas? A resposta é clara: é o Estado que deveria ser responsabilizado porque é ele que tem a prerrogativa de tomar essa decisão.Quem vai se responsabilizar quando morrer o primeiro estudante e o primeiro professor?”

Fernando Cássio
doutor em ciências e professor da Universidade Federal do ABC

#vacinaçãoparatodosetodas
#sinpromacaenaluta
#Avidaacimadolucro

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/quem-vai-se-responsabilizar/feed/ 0
Nota do SEPE Macaé e do Sinpro Macaé e região sobre o plano de retomada das atividades educacionais presenciais de Macaé de fevereiro de 2021. Dia 22/2/21 https://www.sinpromacae.com.br/nota-do-sepe-macae-e-do-sinpro-macae-e-regiao-sobre-o-plano-de-retomada-das-atividades-educacionais-presenciais-de-macae-de-fevereiro-de-2021-dia-22-2-21/ https://www.sinpromacae.com.br/nota-do-sepe-macae-e-do-sinpro-macae-e-regiao-sobre-o-plano-de-retomada-das-atividades-educacionais-presenciais-de-macae-de-fevereiro-de-2021-dia-22-2-21/#respond Mon, 22 Feb 2021 20:16:47 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204157 Trata-se de um documento pobre até do ponto de vista formal: há parágrafos incompletos, e muita repetição de informação. Deveria haver mais cuidado com a escrita de algo tão importante.

O plano menciona o caráter coletivo de sua construção. Isso também foi enfatizado em audiência do dia 22/2. Mas não houve uma consulta coletiva e minimamente ampla de profissionais da educação. Certamente seria outro o plano se tivessem juntado algumas das pessoas que são responsáveis pela limpeza das escolas. E isso sem citar os professores. Nosso trabalho sindical mostra que o plano apresentado não reflete as apreensões e posições dos profissionais da educação.

O plano pressupõe que vai haver investimentos, mas falta totalmente clareza sobre isso. É como se fosse certo que haverá máscaras, gel (dispensers, e gel individual), pessoal (contrato?, concurso?), termômetro, treinamento etc.. O plano não dá margem para a possibilidade de haver precariedade nesses investimentos. Além disso, como se poderá controlar democraticamente a presença desses recursos na escola?

Existe confusão em relação ao critério mínimo para o retorno presencial. Informações diferentes são apresentadas em cada página. Ele poderia ser melhor escrito para não haver dúvidas.

Na página 8, o critério mínimo para volta é a faixa verde por sete dias. Um dos questionamentos que devemos fazer aqui é sobre a qualidade dos dados que permitem à prefeitura fazer essa classificação de bandeiras. Há testagem em massa de forma que haja um bom conhecimento sobre a dinâmica da pandemia no município? Em plenária realizada pelo SEPE com cientistas do Nupem/UFRJ, foi realizado um sério questionamento em relação ao tal covidímetro utilizado pela prefeitura.

É absurdo e temerário o que está na página 9, de que basta a disponibilidade de 30% de leitos de UTI para o retorno presencial de aulas. Mesmo com a indicação de diminuição de óbitos e hospitalizações, não se trata de um número seguro, já que essa pandemia pode surpreender com um desenvolvimento rápido.

Outra condição colocada pelo plano é de que o sistema de saúde “deve estar pronto para detectar, testar […] e rastrear contatos.” Estaríamos, de repente, na Alemanha ou na China? Existe ou existirá mesmo essa capacidade do sistema de saúde? O plano também na página 12 menciona uma equipe “para acompanhamento e monitoramento permanente da situação da saúde da população escolar, sendo composta por profissionais da vigilância e educação.” Seria uma equipe para cada escola ou uma equipe para todas as escolas? De quantas pessoas? A importância dessa deliberação, ao invés de destrinchada, não é acompanhada de mais nenhuma palavra. Expressamos aqui também nosso ceticismo quanto a medidas dessa envergadura, ainda mais quando colocadas de forma tão leviana.

O plano de Macaé não prevê o fechamento de salas, do turno ou da própria escola em caso de certo número de contaminados. Há isso, por exemplo, no plano de Rio das Ostras. Mas no plano de Macaé só se prevê afastamento individual de contaminados.

O plano trabalha com um mínimo de 1m de distanciamento. Por que não um mínimo de 1,5m ou 2m, que são bem mais seguros? Mas o mais importante é salientar que não são sérias as recomendações como a de que os alunos não podem emprestar material ou manter distanciamento de 1 m entre si, inclusive no recreio. Não existe condição de os profissionais da educação garantirem de estudantes um comportamento sanitariamente seguro nas escolas.

O plano se constitui mais em orientações para os profissionais da educação do que em investimentos da prefeitura. Parte dessas orientações significam sobrecarga de trabalho e estresse, como a de medir temperatura e garantir das crianças comportamento sanitário seguro. Nesse sentido, vale destacar o peso que se coloca em vários momentos do texto sobre ASGs. Trata-se de uma categoria subvalorizada (que tem seu salário-base menor que o mínimo) e que, em uma possível volta, teria responsabilidades maiores em relação à limpeza dos banheiros (que são espaço perigoso de contaminação), de salas-de-aula onde se prevê realizarem refeições, etc..

Há medidas com as quais a prefeitura poderia se comprometer, mas não o faz. Por exemplo, o plano diz “Instalar, sempre que possível, pias e lavabos em espaços abertos.” Mas por que a prefeitura não se compromete com essa instalação, situando-a como condição para a volta? Por que, para isso e para outras recomendações, diz apenas “sempre que possível” ou “priorizar”?

O plano prevê que não se pode negar acesso à escola das crianças sem máscara. Ou seja, logicamente o plano entende que a escola pode não ter a máscara para um estudante que chegue sem uma. Essa falta de atendimento é grave, mas mais grave ainda é o plano assumir como possibilidade uma criança estar na aula sem máscara em situação insegura para si e para os demais.

O plano prevê que profissionais que tenham tido contato com pessoas com covid deveriam ser afastadas. Mas há silêncio sobre as formas de confirmação desse contato. A forma mais segura deve ser uma simples auto-declaração, mas isso ainda esbarra no fato de que as direções de escola, como é praxis na rede, podem exercer uma pressão indevida para não permitir a liberação dos profissionais.

O plano prevê dispensa presencial de alguns profissionais (maiores de 60 anos, gestantes, etc.), tal como já definidos em decreto. Mas não inclui profissionais que residem com pessoas de risco.

Há silêncio do plano sobre várias questões cientificamente debatidas sobre a Covid. Qual é a posição da prefeitura em torno do estudo científico recém-divulgado na revista Lancet (uma das principais de medicina do mundo) que aponta que, ao contrário do que se acreditava, crianças transmitem a covid 60% mais que adultos? Deve-se basear em estudos mais antigos e mais convenientes? Estaria a prefeitura descartando a possibilidade de contaminação letal de profissionais e estudantes? O que fazer nesse caso? Se acaso um estudante macaense vier a óbito, isso seria aceitável em face do que há no “outro lado da balança”? O que pensa a prefeitura sobre estudos como o da Universidade de Granada que aponta as salas de aula como espaços perigosos? Ou vamos nos fiar ao dito pelo vereador Guto Garcia na audiência do dia 22 de que abrir escolas não fez diferença em nenhuma parte do mundo? O que a prefeitura tem a dizer sobre a atual tendência europeia de fechamento das escolas com especial preocupação com a nova variante? E qual é o balanço que a prefeitura faz da abertura de escolas que houve em Manaus no segundo semestre do ano passado? E qual o balanço sobre as dezenas de notícias dos atuais surtos em escolas em várias partes do Brasil atualmente?

Retorno presencial só com vacina!
Vacinação já!

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/nota-do-sepe-macae-e-do-sinpro-macae-e-regiao-sobre-o-plano-de-retomada-das-atividades-educacionais-presenciais-de-macae-de-fevereiro-de-2021-dia-22-2-21/feed/ 0
EDITAL DE CONVOCAÇÃO – ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA VIRTUAL UNIFICADA – 27 DE FEVEREIRO DE 2021 https://www.sinpromacae.com.br/edital-de-convocacao-assembleia-geral-extraordinaria-virtual-unificada-27-de-fevereiro-de-2021/ https://www.sinpromacae.com.br/edital-de-convocacao-assembleia-geral-extraordinaria-virtual-unificada-27-de-fevereiro-de-2021/#respond Mon, 22 Feb 2021 13:41:05 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204168 edital convocao assembleia dia 27 sinpro macae
]]>
https://www.sinpromacae.com.br/edital-de-convocacao-assembleia-geral-extraordinaria-virtual-unificada-27-de-fevereiro-de-2021/feed/ 0
CONTRA A VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS SEM VACINA https://www.sinpromacae.com.br/contra-a-volta-as-aulas-presenciais-sem-vacina/ https://www.sinpromacae.com.br/contra-a-volta-as-aulas-presenciais-sem-vacina/#respond Thu, 11 Feb 2021 23:00:04 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204111

LEIA A NOTA ABERTA CONTRA A VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS SEM VACINA: https://www.sinpromacae.com.br/nota-aberta-contra-a-volta-as-aulas-presenciais-sem-vacina/

#VoltaAsAulasComVacina

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/contra-a-volta-as-aulas-presenciais-sem-vacina/feed/ 0
NOTA ABERTA CONTRA A VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS SEM VACINA https://www.sinpromacae.com.br/nota-aberta-contra-a-volta-as-aulas-presenciais-sem-vacina/ https://www.sinpromacae.com.br/nota-aberta-contra-a-volta-as-aulas-presenciais-sem-vacina/#respond Thu, 11 Feb 2021 19:47:05 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204108 Sindicato dos Professores de Macaé e Região

Quem irá se responsabilizar?

E se um professor morrer? Se algum aluno morrer? Se familiares de alguém da comunidade escolar vierem a óbito? Quem irá se responsabilizar? Voltar as aulas baseado em quê? Por que voltar as aulas presenciais se os profissionais da educação e estudantes estão distantes de serem vacinados?

Quem vai garantir que haverá distanciamento social nas salas de aula? Quem vai monitorar o uso de máscaras permanente? Quem vai assegurar a circulação do ar e a higienização dos banheiros e espaços de lanches? As salas e banheiros serão ventilados?

É sabido que se o ano letivo de 2020, mesmo remotamente, foi um sucesso, foi porque professoras e professores se dedicaram como nunca. Usam seus próprios equipamentos e desembolsaram mais despesas como luz e água em um momento em que vários profissionais tiveram seus vencimentos reduzidos. Está provado que é possível estender as aulas on-lines neste momento que o Brasil vive um dos piores momentos da pandemia. Nas últimas 24 horas morreram 1340 pessoas por Covid-19. Estes números não assustam mais empresários e líderes políticos neoliberais.

O ano letivo já começou em diversas cidades da área de abrangência do Sindicato dos professores de Macaé e Região e nenhuma delas apresentou um plano sanitário que garanta a saúde e a vida dos docentes colocando estes profissionais na lista de prioridade de imunização. Sim! Foram 1340 vidas ceifadas em 24 horas. Estes números não assustam mais?

O Sinpro Macaé mantém seu posicionamento de que só é possível voltar quando, todos os brasileiros estiverem imunizados contra o Coronavírus, que é a indicação da comunidade científica mundial. Para isso, é preciso que todas as esferas governamentais (municipal, estadual e federal) apresentem um plano de vacinação consistente.

O Sinpro sabe que há uma pressão do Sindicato Patronal e empresários para que as escolas retornem suas aulas presenciais normalmente mesmo sem as vacinas para que mães e pais voltem a ocupar seus postos de trabalho.

Esta é a lógica econômica que vem colocando o lucro acima da vida. Professores, professoras, pedagogos, agentes de portarias, diretores, entre outros profissionais que atuam no ambiente escolar querem e precisam voltar. Alunos precisam frequentar novamente os bancos escolares, mas só diante da imunização.

Outro olhar crítico está sobre as diferenças entre escolas públicas e particulares que se mantém até diante da pior crise sanitária do planeta. O Sinpro Macaé analisa que nenhuma escola deve voltar; nem as particulares, nem as públicas, e que os protocolos devem ser únicos. Se o setor da educação privado voltar alegando estar mais preparado, só reforça a segregação. O lucro continua acima da vida.

Sem contar na nova Síndrome Inflamatória, que ataca predominantemente crianças e jovens, um mês após o paciente ter curado da Covid-19. No Reino Unido, país que tem levado a sério o combate a Covid-19, cerca de 100 pacientes são internados semanalmente. No Brasil o problema se torna ainda bem maior com a displicência dos governos. Só em Minas Gerais, 60 crianças foram diagnosticadas com o problema em 2021. Em todo Brasil, 40 delas perderam as vidas pelo agravamento da doença. Esta “extensão” da Covid-19 pode acontecer com alunos caso voltem a sair todos os dias de suas casas para escola. Quem vai se responsabilizar?

As crianças não são imunes, e por serem em sua maioria assintomáticas, aumentam as chances de transmissão do vírus. Segundo levantamento recente da Fundação Osvaldo Cruz, 9,3 milhões de pessoas idosas ou com comorbidades convivem diretamente com crianças em idade escolar e aumentariam as chances de morte. Destacamos que muitos trabalhadores da Educação são do grupo de risco e não poderiam voltar ao trabalho presencial nessas condições.

Mesmo com os protocolos sanitários, o Sinpro entende que não há uma segurança total sobre a vida da comunidade escolar. O retorno gradual tem que acontecer a partir do momento que este público for prioridade na imunização, como preconiza as principais instituições científicas, e os parâmetros sanitários e epidemiológicos para ter retorno das atividades pedagógicas presenciais.

O Sinpro quer participar de uma construção coletiva dos protocolos que organizarão o retorno das aulas em 2021, mas, reafirmando que não há condição de retorno nesse ano, visto que os parâmetros para este retorno têm de ser sanitários e epidemiológicos, e não políticos ou mercadológicos.

Nesta compreensão, o Sinpro Macaé e Região segue reafirmando seu posicionamento contra a volta às aulas presenciais, acentuando que a preocupação e a defesa pela saúde e segurança de todas e todos é mais importante que qualquer tentativa de retorno das aulas presenciais.

O Sinpro Macaé se alinha a ideia do doutor em ciências e professor da Universidade Federal do ABC, Fernando Cassio, que no site Nexo corroborou a pergunta “Quem vai se responsabilizar quando morrer o primeiro estudante e o primeiro professor”. Para ele, segundo o artigo, é o Estado. Sim, o Estado é quem tem o poder de decisão como a elaboração e publicação de decretos com flexibilidades.

O Sinpro Macaé vai pressionar. Aulas presenciais só depois de vacinados!!!

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/nota-aberta-contra-a-volta-as-aulas-presenciais-sem-vacina/feed/ 0
PLANTAO DE ATENDIMENTO AOS PROFESSORES EM FEVEREIRO /2021. https://www.sinpromacae.com.br/plantao-de-atendimento-aos-professores-em-fevereiro-2021/ https://www.sinpromacae.com.br/plantao-de-atendimento-aos-professores-em-fevereiro-2021/#respond Tue, 09 Feb 2021 16:13:25 +0000 https://www.sinpromacae.com.br/?p=204104
Professor (a) , no mês de fevereiro a direção do Sinpro Macaé e Região realizará o atendimento por via de plantão. Os telefones celulares estão disponíveis, e os telefones fixos da sede de Macaé (22) 2772-3154 e sede Rio das Ostras (22) 3323-9799 e Whatsapp (22) 99238-3413 ou pelo Email: contato.sinpromacaeregiao@gmail.com, nos dias da semana segunda à sexta , das 10h às 16h .

Atendimento Jurídico todas as terças das 9h às 12h e 14h às 17h.

Sinpro Macaé e Região

]]>
https://www.sinpromacae.com.br/plantao-de-atendimento-aos-professores-em-fevereiro-2021/feed/ 0