A data nos lembra a importância de lutar por questões como igualdade de oportunidades, respeito às diferenças e inclusão social
O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, celebrado em 21 de setembro, foi criado por iniciativa de movimentos sociais que manifestam a importância da discussão de políticas públicas que visem à inclusão das pessoas com deficiência na sociedade de forma igualitária. A Lei no 13.146, de 6 de julho de 2015, em seu art. 4º, determina que “toda pessoa com deficiência tem direito à igualdade de oportunidades com as demais pessoas e não sofrerá nenhuma espécie de discriminação”.
Sob a perspectiva emancipatória dos direitos humanos, essencial é eliminar as barreiras físicas, culturais, sociais e políticas que impedem o livre e pleno e exercício das potencialidades das pessoas com deficiência.
De acordo com as informações do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), só no Brasil são mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. E cerca de 23% da população – declararam ter algum tipo de deficiência física ou mental. Desses, apenas 441.339 mil estavam empregados em 2017. Sendo assim, esta data é representativa para quase um quarto da população brasileira, que luta por seus direitos e busca sair da invisibilidade social.
O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência foi instituído pela Lei nº 11.133, em 14 de julho de 2005, e é comemorado desde 1982, quando em um encontro nacional, que reuniu diversas entidades, foi decidido que a data seria, a partir de então, definida como uma forma de luta e de reivindicações por igualdade de direitos e de participação plena na vida social. O dia 21 de setembro foi escolhido por marcar o início da primavera, que caracteriza o renascimento das plantas e carrega toda essa simbologia de renovação e de luta pela vida.
A data de hoje deve nos lembrar a importância da luta diária quando se trata de direitos e, sobretudo, da necessidade de propostas e políticas públicas que integrem todas as pessoas na sociedade e no mercado de trabalho de forma igualitária.
Para homenagear e comemorar este dia tão representativo, a Diretoria do Sindicato dos Professores de Macaé e Região – Sinpro Macaé e Região destaca a importância da luta pela construção de uma sociedade inclusiva, onde as pessoas com deficiência possam viver de forma igualitária e sem preconceitos, lutando por questões como a igualdade de oportunidades, o respeito às diferenças e a inclusão de todos no ambiente escolar.
É preciso igualdade de oportunidades e respeito às diferenças
Parabéns pela celebração deste dia!
Diretoria do Sinpro Macaé e Região

Open chat