O Sinpro Macaé e Região abre um canal de comunicação para que o/a professor/a possa denunciar as instituições de ensino que não estão cumprindo o protocolo de segurança e higiene determinado pelo Decreto da Prefeitura Municipal de Macaé (Pano de Retomada).

As instituições de ensino que possuem a autorização da Fiscalização Sanitária de Macaé para realização das atividades educacionais presenciais devem seguir os cuidados e os regramentos sanitários estabelecidos.

Por isso, é necessário que as/os professoras/es denunciem toda forma de irregularidades, sejam elas:

  • Falta de material e equipamento necessário para o desenvolvimento das atividades escolares com segurança (EPIs, máscaras, álcool, itens de higiene de mãos).
  • Falta de estrutura física do prédio (ventilação inadequada, espaços insalubres, etc.).
  • Não cumprimento do distanciamento social de 1,5 m conforme o Plano de Retomada.
  • Número de alunos/as e o rodízio.
  • Condições inadequadas do transporte e alimentação escolar.
  • Falta de pessoal para o cumprimento do trabalho de apoio pedagógico e administrativo e de pessoal para serviços gerais para a correta higienização dos ambientes e dos equipamentos escolares.
  • Quantos professores e alunos você identifica com Covid-19?
  • Todos os alunos e trabalhadores utilizam máscaras e álcool?
  • Todos os equipamentos de segurança estão funcionando?
  • Nome da instituição de ensino.

É de suma importância que sejam apresentadas imagens sobre a denúncia (fotos e/ou vídeos). Os materiais serão mantidos sob sigilo.

As denúncias deverão ser feitas através do whatsapp, pelo número (22) 99238-3413, por escrito. O texto deverá conter o nome da instituição denunciada e quais são os protocolos que ela está descumprindo. Não é necessário que o/a professor/a revele o nome.

Nesse sentido, precisamos ouvir a categoria, colher os elementos necessários para contestarmos, com a realidade, aquilo que determinados setores que não colocam a vida das trabalhadoras e dos trabalhadores como prioritária.

De posse dessas informações, o Sinpro Macaé e Região vai exigir a fiscalização pelas autoridades sanitárias, para denunciar os casos em que o plano não estiver sendo cumprido.

O Sinpro Macaé e Região reforça o comprometimento com as demandas de segurança de vida dos profissionais da Educação, na luta pela saúde e por condições dignas de trabalho da categoria.  Reforçamos que essas medidas só terão investigação efetiva se os demais órgãos também forem comunicados.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sinpromacaecom/public_html/wp-includes/functions.php on line 5107

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/sinpromacaecom/public_html/wp-includes/functions.php on line 5107