O Sindicato dos Professores de Macaé e Região em conjunto com os professores e as professoras da educação básica mais uma vez demonstraram sua unidade e força ao sair de uma campanha salarial atípica, realizada em meio a uma pandemia, com o país em recessão, alto índice de demissões, e fechamento de postos de trabalho, conseguindo manter todos os direitos previstos em sua CCT 2021-2022.
Mesmo em meio à crise econômica, política e social que o país e o mundo sofrem diante da pandemia, que está vitimando diversos trabalhadores e seus familiares, entendemos que o resultado da campanha foi favorável aos trabalhadores, destaca a diretoria.
O índice geral de reajuste ficou em 6,12%, sobre o piso salarial, para os professores e professoras da Educação Básica – Base Estendida (Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Quissamã, Carapebus, Conceição de Macabu, Silva Jardim e Rio Bonito). A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) que regulamenta os direitos e deveres para empregados e empregadores foi fechada no início dessa semana e será levada para registro no Ministério do Trabalho e Emprego até o final dessa semana.
Ainda precisamos lembrar que vivemos um período de ataque aos direitos, de intensificação da exploração dos serviços e ampliação das dispensas dos trabalhadores, e, mesmo assim, conseguimos manter os vários direitos constantes na nossa Convenção Coletiva, a exemplo da estabilidade pré-aposentadoria, adicional por tempo de serviço (biênio), bolsa de estudos (gratuidade de 100% até dois filhos), entre tantos outros.
A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2021/2022, está devidamente registrada e disponível para visualização em nosso site. Acesse: https://www.sinpromacae.com.br/acordos-coletivos/
Resiliência, Criatividade e Unidade
“Nós conseguimos reverter essas propostas rebaixadas apresentadas pelo patronal com muita criatividade: manifestações nas redes sociais, carta aberta para a sociedade, assembleias participativas. Formas encontradas de mobilização que mantiveram a necessidade de isolamento social, ao mesmo tempo em que davam um claro recado aos donos de escolas, que não aceitaríamos retirada de direitos. A Campanha Salarial de 2021 entra para a história como uma das mais difíceis em função da conjuntura política e econômica totalmente desfavorável. Professores e professoras estão mais uma vez de parabéns!”, conclui a presidente do Sinpro Macaé , professora Guilhermina Rocha.
Sindicato forte se faz com a sua participação.
Quanto mais unidos, mais forte será o nosso sindicato!

Open chat